Siga o Portal do Holanda

Bolsonaro prega intolerância na ONU

Publicado

em

O discurso de Bolsonaro na ONU, focando o combate a um socialismo que não existe há muito tempo no país nem no mundo, mostra um Brasil atrasado, mirando fantasmas e perigosamente a beira de um isolamento internacional. Bolsonaro confunde socialismo com a defesa de direitos fundamentais - se é que  ele via isso  no País antes de ser eleito. É verdade que houve corrupção no Brasil, como de resto no mundo, mas o discurso de Bolsonaro surpreendeu pelo alto teor de ódio aos “socialistas”, que na verdade são homens e mulheres que defendem a liberdade e a democracia, que ele ao que parece, desconhece.

Essa obsessão da ideologia - dos outros - impede que o Presidente olhe para si mesmo e se  veja como vetor de um grande mal que se espalha pelo mundo. Bolsonaro faria bem se perdesse um tempinho se olhando no espelho. 

A defesa da Amazônia e o suposto compromisso de preservação da floresta foi por ele mesmo desmentida - ao dizer, embora uma verdade - que a região não é o pulmão do mundo - abriu com isso suspeitas de que seu governo não está afinado com o pensamento do resto do mundo. Bolsonaro pareceu um personagem dos anos 60 discutindo em uma Organização que ele não percebeu que mudou, num mundo também radicalmente alterado.


+ BASTIDORES DA POLÍTICA

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

HORA do H: VANESSA DA SILVA POLLARI, NUTRICIONISTA ESPECIALISTA EM OBESIDADE


Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.