Siga o Portal do Holanda

Confira

Em reunião ministerial, Bolsonaro diz que queria armar população contra 'ditadura' do isolamento social

Publicado

em

Foto: Reprodução Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Os mascarados


Em trecho do vídeo da reunião ministerial onde o presidente Jair Bolsonaro é acusado de ter tentado interferir na Polícia Federal, ele comparou os atos do isolamento social com a ditadura e justificou que é por causa disto que ele é a favor de armar a população para evitar atos como estes de prefeitos e governadores. 

“Jair Bolsonaro: O que esses filha de uma égua quer, ô Weintraub, é a nossa liberdade. Olha, eu tô, como é fácil impor uma ditadura no Brasil. Como é fácil. O povo tá dentro de casa. Por isso que eu quero, ministro da Justiça e ministro da Defesa, que o povo se arme! Que é a garantia que não vai ter um filho da puta aparecer pra impor uma ditadura aqui! Que é fácil impor uma ditadura! Facílimo! Um bosta de um prefeito faz um bosta de um decreto, algema, e deixa todo mundo dentro de casa. Se tivesse armado, ia pra rua. E se eu fosse ditador, né? Eu queria desarmar a população, como todos fizeram no passado quando queriam, antes de impor a sua respectiva ditadura. Aí, que é a demonstração nossa, eu peço ao Fernando e ao Moro que, por favor, assine essa portaria hoje que eu quero dar um puta de um recado pra esses bosta! Por que que eu tô armando o povo? Porque eu não quero uma ditadura! E não da pra segurar mais! Não é? Não dá pra segurar mais”, trecho da fala de Bolsonaro no vídeo da reunião ministerial. 

A divulgação completa do vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril foi autorizada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Celso de Mello, nesta sexta-feira (22). 

Já leu estas ?

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.