Siga o Portal do Holanda

Vamos falar sobre inteligência emocional na sua carreira?

Publicado

em

Foto: Divulgação

Olá pessoal, aqui é o consultor de carreiras Antônio Carlos e hoje trouxe um convidado para conversar sobre: Inteligência Emocional na carreira!
Olá Bruno Porto, nos fale um pouco sobre a importância desse tema na carreira profissional?

Obrigado Antônio pelo espaço, eu sou desenvolvedor de carreira e esse é um tema que abordo bastante. Vamos conversar sobre as características principais da Inteligência Emocional. Certamente você já deve ter ouvido falar em alguns lugares como palestras, eventos, treinamentos ou no mundo profissional, mas o que de fato é a Inteligência Emocional e sua importância para o desenvolvimento da sua carreira?
O termo ganhou notoriedade quando, no Best-Seller de Daniel Goleman (Inteligência Emocional, 1995), definiu como: “A capacidade de sentir, entender, controlar e modificar o estado emocional”. Dessa forma, até alguns anos, para ter uma carreira bem sucedida, geralmente era pelo caminho do raciocínio lógico, com foco em desenvolver o profissional técnico, o famoso Quociente de Inteligência (QI), hoje o que vem ganhando cada vez mais força no mercado é o Quociente Emocional (QE).
Vou fazer uma pergunta simples porém poderosa: “Você sabe controlar suas emoções?”. Não se preocupe se a resposta for negativa rsrs, estamos aqui para isso, vamos abordar os primeiros passos para controlá-la e manter a saúde mental. 
Divididas em 04 etapas, a Inteligência Emocional possui competências Pessoais e Sociais:

01. A Autoconsciência
É desenvolver um entendimento objetivo das nossas próprias emoções, identificando em que momentos ela se modifica. Para isso, faça a si mesmo essa pergunta: “Como você reage quando acontece algo imprevisto?”, é nesse momento que suas habilidades de profundo conhecedor de si mesmo irão aparecer.


02. A Autogestão
Nessa competência, o resultado de nossas ações são medidas pelo que fazemos ou não fazemos. Por isso, é primordial que haja consciência de todas as nossas ações, para que a tomada de decisão seja a mais clara e assertiva possível.


03. Empatia
Você consegue identificar quando alguém não está legal?  A empatia é isso, identificar emoções no outro, para isso, ser observador e um bom ouvinte são fatores indispensáveis. Existem algumas carreiras, como o coach por exemplo, em que a Empatia é fator fundamental para o exercício da profissão, já que esse profissional e seu cliente farão uma parceria rumo ao que se deseja desenvolver, assim,  vejam o quanto a Inteligência Emocional está presente na carreira.


04. Gestão de Relacionamentos
Aqui a principal palavra é interação. Estabelecer networking, um termo bastante usado no mundo corporativo e profissional, somente é possível com a interação. Dessa forma, colocar em prática essa Gestão, pode até ser exercida por meio de uma ação simples, por exemplo: “Há quanto tempo você não vê as pessoas que mais ama?”, que tal uma visita? 


Sendo assim, o mercado de trabalho a cada vez exige profissionais capacitados, como viram, não somente técnicos e com títulos de graduação e pós graduação mas desenvolvidos emocionalmente. E aí, gostaram do universo da Inteligência Emocional na sua Carreira? Deixe seu comentário e caso queira interagir comigo, sigam meu instagram: @portocoaching. Um abraço e simbora transformar sua carreira!

Não tem crise na saúde.Tem desleixo e caos. E a bronca é com ele

-

Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

tem jeito? - entrevista com Rebecca Garcia

 Siga o Holanda

Amazonas

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.